Lavatory – Lovestory (2007)

Ainda não consegui assistir a todos os curtas de animação que concorreram ao Oscar 2009, apenas ao vencedor do prêmio “La Maison en Petits Cubes”, “Presto” e “Lavatory – Lovestory”.

Como mencionei na observação ao fim do post sobre o Oscar, a produtora de “La Maison…” solicitou a retirada de todas as cópias do filme que estavam disponíveis no YouTube, o que é uma pena, já que esse tipo de trabalho dificilmente chega ao público em geral (esceto no caso da Pixar, que sempre exibe seus curtas em conjunto com os longas do ano).

Entre os três que assisti, realmente “La Maison…” é o melhor, pois é um trabalho que apresenta uma sensibilidade maravilhosa, com uma técnica aparentemente simples e uma trilha excepcional, que nos faz refletir sobre a nostalgia da passagem do tempo… de todos os importantes momentos pelos quais passamos durante nossas vidas e que não voltam mais. Ainda vou dar um jeito de upar novamente na rede.

Para aqueles que ainda não viram, segue abaixo a animação russa “Lavatory – Lovestory”, de Konstantin Bronzit, que concorreu este ano. A história é bem bacaninha e muito bem executada, mas qualquer outro comentário que eu faça a respeito dela poderia estragar o final. 😉

 

Lavatory – Lovestory (Ubornaya istoriya – lyubovnaya istoriya) – (2007)
(assistam em HD)

 

Anúncios

Oscar® 2009

Cerimônia com algumas inovações e poucas surpresas na premiação
 

Com uma duração aproximada de 3h30, a festa de entrega da 81ª edição do Annual Academy Awards, o Oscar 2009, aconteceu em meio a algumas inovações em seu formato e estrutura, incluindo a alteração do padrão de entrega dos prêmios.

Nesta última edição, para as premiações de performance (melhor ator, melhor atrizmelhor ator coadjuvantemelhor atriz coadjuvante) foram escolhidos 5 vencedores em outros anos, incluindo os do ano passado, para a apresentação dos indicados e entrega do prêmio ao vencedor. A utilização desse esquema foi interessante, pois cada um dos indicados era apresentado por um dos convidados, fazendo com que todos os concorrentes recebessem uma pequena homenagem por estarem ali, através de bem humorados e/ou emotivos elogios.

Apesar dessa e algumas outras inovações no formato do evento, a festa correu de forma relativamente previsível, sem muitas surpresas (duas?) e com poucos momentos realmente emocionantes, a cerimônia acabou se tornando um tanto quanto enfadonha este ano.

Uma das melhores piadas da festa foi feita por Jack Black, que apresentou os indicados ao prêmio de melhor animação ao lado de Jennifer Aniston. Quando Aniston reclamava que as animações poderiam “acabar” com o trabalho dos atores, Black lhe diz que está ganhando muito dinheiro com elas. Ao ser questionado sobre como estava conseguindo isso, ele respode: “Ganho dinheiro fazendo as dublagens da Dreamworks e depois aposto nas premiações da Pixar”. Tenho quase certeza que o pessoal da Dreamworks não gostou muito da brincadeira, até porque, assim que abriram o envelope e confirmaram que o “Oscar goes to… WALL•E“, ele comemorou no palco. Black é impagável… 😀

Como não vi todos os filmes que concorriam este ano, não farei comentários mais detalhados a respeito de cada premiação, mas devo dizer que fiquei extremamente aliviado ao constatar que “O Curioso Caso de Benjamin Button” não ganhou mais do que 3 prêmios técnicos (que, ainda assim, poderiam ter sido dados a outros filmes). 😉

Como já era esperado, o filme de Danny Boyle, “Quem Quer Ser um Milionário”, levou 8 prêmios, das 10 categorias a que foi indicado, incluindo a de melhor filme e melhor diretor e, também como esperado, a família de Heath Ledger recebeu o prêmio de melhor ator codjuvante conferido a ele por seu Coringa, em “Batman – O Cavaleiro das Trevas”.  Segue abaixo,  a lista completa dos premiados:

Melhor Filme
Quem Quer Ser um Milionário?

Melhor Ator
Sean Penn – Milk – A Voz da Igualdade

Melhor Atriz
Kate Winslet – O Leitor

Melhor Ator Coadjuvante
Heath Ledger – Batman – O Cavaleiro das Trevas

Melhor Atriz Coadjuvante
Penelope Cruz – Vicky Cristina Barcelona

Melhor Diretor
Danny Boyle – Quem Quer ser um Milionário?

Melhor Roteiro Original
Dustin Lance Black – Milk – A Voz da Igualdade

Melhor Roteiro Adaptado
Quem Quer ser um Milionário?, Simon Beaufoy

Melhor Filme Estrangeiro
Departures (Japão)

Melhor Animação
WALL•E

Melhor Fotografia
Quem Quer Ser um Milionário?, Anthony Dod Mantle

Melhor Direção de Arte
O Curioso Caso de Benjamin Button

Melhor Figurino
A Duquesa 

Melhor Documentário
Man on Wire

Melhor Documentário em Curta-Metragem
Smile Pinki

Melhor Montagem
Quem Quer Ser um Milionário?

Melhor Maquiagem
O Curioso Caso de Benjamin ButtonGreg Cannom

Melhor Trilha Sonora
Quem Quer Ser um Milionário?

Melhores Efeitos Visuais
O  Curioso Caso de Benjamin Button

Melhor Canção Original
“Jai Ho”, Quem Quer Ser um Milionário?

Melhor Curta de Animação
La Maison en Petits Cubes

Melhor Curta-Metragem
Spielzeugland (Toyland)

Melhor Edição de Som
Batman – O Cavaleiro das Trevas

Melhor Mixagem de Som
Quem Quer ser um Milionário?

 

Confiram abaixo, o vencedor do Oscar de melhor curta-metragem de animação (em duas partes):

(Pessoal, os videos foram retirados do ar no Youtube, por solicitação dos produtores… por enquanto, sem chance) 😡