LOST: temporada 5 – episódio 10

LOST: s05e10 – “He’s Our You”

Infelizmente, não estou com muito tempo para um post detalhado analisando o episódio, mas posso dizer que foi um episódio bacana, apesar de não mostrar grandes fatos novos, exceto pelo final surpreendente.

 

*AVISO: CONTÉM SPOILERS*

Este novo capítulo foi centrado em Sayid e aproveitou para explicar, através do já clássico recurso de flashbacks na série, o que houve com ele desde que parou de trabalhar para Ben fora da ilha e como acabou no vôo 316 da Ajira Airways.

Sem muitos segredos, deixou uma grande surpresa para o impressionante final. Porém não acredito que a teoria apresentada por Faraday (e por onde anda ele?) seja alterada neste momento: “O que aconteceu, aconteceu”. Por sinal, esse é o título do próximo episódio, e portanto é mais provável que Ben se recupere e que o acontecimento em si ajude ainda mais na formação de seu caráter.

E vocês, o que acharam??

 

Confiram abaixo, o trailer do episódio da semana que vem:

LOST: s05e11 – “Whatever Happened, Happened” Promo (Legendado em Português)

LOST: temporada 5 – episódio 9

LOST: s05e09 – “Namaste”

Mais um belo episódio que esclareceu algumas questões que vinham sendo levantadas com relação ao destino de todos personagens envolvidos desde o início da temporada. Até o momento, com exceção dos episódios de estréia, que eu achei um pouco fracos na época, esta temporada tem sido extremamente interessante, sem muito espaço para “encheção de linguinça”. Muito bom… 😀

 

*AVISO: CONTÉM SPOILERS*

Um episódio relativamente simples, mas que esclareceu, entre outras coisas, onde (e quando) cada um dos Oceanic 6 “caiu”. Sayid está em 1977, assim como Jack, Kate e Hurley, mas enquanto estes últimos conseguiram se “infiltrar” na vila da Iniciativa Dharma graças a mais um inspirado improviso de Sawyer, o iraquiano foi capturado, confundido com um Outro.

E dessa vez, pudemos ter certeza de que os conflitos amorosos entre o quarteto Jack-Kate-Sawyer-Juliet serão inevitáveis (algo que tava mesmo na cara). Além dos conflitos entre Jack e Swayer como os líderes do grupo, que agem de formas tão diferentes, como explicado pelo próprio sr. LaFleur, que tem se saído bem ao manter todos vivos.

Também foi mostrado como ocorreu o acidente com o avião da Ajira Airways, comprovando que Sun, Ben, Locke, Lapidus e o restante dos sobreviventes desse vôo se encontram 30 anos no futuro, no ano de 2007, e em uma das ilhas menores, ao redor da ilha principal.

Também pudemos ver o jovem Benjamin Linus, uma aparição que não chega a ser surpresa, pois sabíamos que ela aconteceria, mas não tínhamos certeza de quando seria isso. Pra falar a verdade, nunca consegui “localizar” exatamente o período em que Benjamin chegou a ilha.

Além desses acontecimentos, houve a revelação de que o filho de Horace e Amy é Ethan, que posteriormente estaria envolvido nos estudos a respeito do problema de fertilidade das mulheres da ilha.

Como grande mistério desse episódio, temos apenas a “pessoa” que pode ser notada atrás de Sun, enquanto esta conversa com Christopher, na vila abandonada. Possivelmente se trate de Claire, apesar de que o cabelo parece ser um pouco mais escuro. De uma coisa podemos ter certeza: “aquilo” se mexendo ao fundo da cena não deve ser um erro de filmagem… 😀

Confiram o trecho em questão:

 

E aí, alguma idéia do que seja?? E os ruídos na mata, seria apenas o “monstro”?

Pois é, como sempre, LOST nos banqueteia com situações bem elaboradas e a trama vai se aprofundando ainda mais… o jeito é controlar a ansiedade e aguardar o episódio da próxima semana.

 

Confiram abaixo, o trailer do episódio da semana que vem:

LOST: s05e10 – “He’s Our You” Promo (Legendado em Português)

LOST: temporada 5 – episódio 8

LOST: s05e08 – “LaFleur”

Enfim tivemos um novo (e ótimo) episódio centrado em Sawyer, um dos personagens mais interessantes da série e que passou um tempo sem uma história em que fosse o ponto central. O mais chato, após assistir este novo capítulo, é ter que esperar 2 semanas para o próximo episódio: “Namaste”.

 

*AVISO: CONTÉM SPOILERS*

O episódio nos mostrou o que ocorreu com os losties que ficaram na ilha, logo após o momento do clarão em que Locke desaparece no poço e eles se dão conta de que, provavelmente, foram transferidos a uma época muito anterior, quando vislumbramos uma gigante estátua de pedra, que se encontrava destruída no “tempo presente”, apresentando-nos apenas um grande “pé com 4 dedos”, um dos mistérios da segunda temporada.

No momento em que os losties observavam a estátua, acontece o último clarão, deixando-os no ano de 1974, no auge da Iniciativa Dharma na ilha, tendo Horace como líder da equipe (e antes deste estar casado com Olivia). Ao salvar Amy do ataque de dois hostis, Sawyer, Juliet, Miles, Faraday e Jin são levados à vila, onde são questionado a respeito de suas identidades e seus objetivos na ilha. Sawyer, assumindo o nome de James LaFleur (A Flor) – segundo ele, um nome “crioulo” – se compromete a criar uma falsa história do naufrágio de um barco de resgate, do qual era o capitão, utilizando toda a sua experiência como golpista para conseguir manter seus amigos a salvo enquanto aguardam o possível retorno de Locke e os Oceanic 6.

Após 3 anos na vila, o grupo se encontra inserido em meio à equipe da Iniciativa e gozando de um considerável prestígio, já que os membros da Dharma que vigiavam a cerca em certa noite, ao verificarem que Horace se encontrava embriagado explodindo bananas de dinamite, resolvem chamar LaFleur para cuidar do assunto, em meio a tantos outros membros da própria equipe original.

Inclusive, o nome escolhido por Sawyer é utilizado em um interessante paralelo, no momento mais romântico do capítulo, em que ele leva uma flor à sua bela companheira: Juliet. 🙂

Obviamente, com a chegada de Kate, há chances do surgimento de um novo conflito amoroso na ilha, apesar dela ter se tornado muito mais ligada ao Jack nesses 3 anos fora da ilha, assim como Sawyer ficou com Juliet na vila.

 

(Momento CONTIGO: eu particularmente, torço pra relação com a Juliet.)

 

Analisando as coincidências:

Pela net afora, tem sido feitas comparações entre a estátua e a representação de Anúbis, deus egípcio que julgava os mortos. A semelhança entre ambos seria apenas mais uma “coincidência”? Acredito que possa haver uma ligação, mesmo que a teoria da estátua representar um dos personagens que conhecemos numa época mais antiga fosse verdadeira, ainda mais se considerarmos que, somente neste episódio, tivemos mais uma referência à cultura egípcia através do colar de Paul, guardado por Ames após sua morte, que possuía o Ankh, a cruz ansata, que representava a vida após a morte.

Fazendo uma análise dos acontecimentos, podemos verificar mais algumas “coincidências” interessantes, com relação aos anos em que alguma ações acontecem na trama: 1954 é o ano em que a bomba de hidrogênio é encontrada na ilha (fiz algumas pesquisas sobre os testes com bombas de hidrogênio feitos pelos EUA, pretendo publicar um post mais detalhado sobre isso), 1974 é o ano em que os losties se encontram e passam a viver com o pessoal da Dharma e 2004 é o ano do acidente com o vôo 815 da Oceanic. Além disso, existe também o paralelo entre o ano da chegada dos Oceanic 6 de volta à ilha (1977) e o ano em que realizaram a viagem a bordo do avião da Ajira Airways (2007). Apesar de todos os lapsos temporais, no final, a diferença acabou sendo de 3 anos mesmo, apesar de terem se passado em épocas diferentes.

 

Pena que só teremos mais LOST daqui a 2 semanas… que tal discutir um pouco mais das “teorias” por aqui?? Deixe seu comentário… 😉

 

Confiram abaixo, o trailer do próximo episódio:

LOST: s05e09 – “Namaste” Promo (Legendado em Português)

LOST: temporada 5 – episódio 7

“The Life and Death of Jeremy Bentham”

Estou gostando bastante da 5ª temporada. Existem alguns episódios mais fracos, mas tudo vai se encaixando e está funcionando muito bem. Gostei bastante deste 7º capítulo, apesar de um defeito que já havia incomodado no 1º desta temporada. Por se tratar de um episódio que não levanta tantas questões e não avança muito na história( apesar de nos apresentar algumas respostas), não há muito o que falar sobre ele.

 

*AVISO: CONTÉM SPOILERS*

Basicamente o episódio acompanha a trajetória de Locke após o clarão e sua saída da ilha, ao acionar a engrenagem. Com a perna quebrada, Locke desperta em uma região desértica e é capturado por um grupo de homens que o levam a um tipo de acampamento, onde recebe tratamentos emergenciais. Pouco depois, é despertado por Charles Widmore, que logo de cara menciona o encontro que tiveram quando ainda era um jovem “outro” na ilha. Assim como Ben Linus, Charles Widmore também tem a capacidade de nos deixar sempre na dúvida sobre a sinceridade e veracidade daquilo que está falando, apesar de que, particularmente, acho que sempre acredito menos neste último. A partir desse ponto, Locke (sob a identidade de Jeremy Bentham) parte em busca dos ex-companheiros, na tentativa de convencê-los a voltar à ilha. 

Sabiamente, o roteiro não perde muito tempo com as reações de cada um à chegada de Locke ou com suas tentativas de persuadi-los, algo que seria uma perda de tempo, uma vez que já sabemos como eles voltarão. O diálogo entre Locke e Jack, mesmo que soe um pouco artificial, funciona muito bem ao nos  lembrar do grande ressentimento que este guardara até o fim 4ª temporada e crie o gancho para que Locke escreva o bilhete lido por Jack no avião.

Mas o mais imressionante deste episódio foi mesmo a atuação de Terry O’Quinn, no momento de fraqueza e derrotismo de John Locke (ainda que o suicídio de Locke tenha me parecido forçado e injustificado). Mas a intensidade da cena em que Ben o convence a não desistir de sua “missão”, buscando apenas algumas informações adicionais, para pouco depois matá-lo de forma brutal e a sangue-frio valeu o episódio.

Quanto ao detalhe que me incomodou tanto no 1º episódio desta temporada quanto neste, é a mania de tentar criar algum suspense através do artifício manjado de esconder o rosto do interlocutor, demorando execessivamente para revelar algo que todos nós JÁ SABEMOS…

 

Confiram abaixo, o trailer do episódio da semana que vem:

LOST: s05e08 – “La Fleur” Promo (Legendado em Português)

Lost: temporada 5 – episódio 06

Mais um episódio impressionante, que avançou de maneira inesperada na história e apresentou novas perspectivas para diversos personagens. Gostei muito e devo dizer que esta temporada está compensando totalmente a espectativa criada em torno dela.

 

*AVISO: CONTÉM SPOILERS*

Próximo ao fim do episódio anterior, cheguei a comentar que fiquei um pouco decepcionado com o rumo que a história tomara, pois me pareceu que a volta dos “Oceanic 6” à ilha seria deixada para mais adiante, o que deveria gerar mais uma “enrolação” fora da ilha, que não vinha trazendo tantos eventos interessantes quanto os apresentados “dentro” dela. Pois foi aí que Lost nos pregou mais uma peça… 

O espetacular início do capítulo, que fez uma interessante referência ao episódio piloto, já foi impactante o suficiente… deu até aquela impressão de “peraí, será que perdi alguma coisa?”. Logo de cara, o episódio nos mostra a chegada de Jack, Hurley e Kate de volta à ilha, sem fazer qualquer menção à Sayid, Sun, Aaron, Ben ou Locke… Voltamos então 46 horas no tempo e alguns dos acontecimentos que antecedem a viagem dos protagonistas são apresentados a partir desse flashback.

Como sempre, os momentos em que Ben está presente se tornam os pontos fortes do episódio, além de contar com uma série de revelações que, ao mesmo tempo em que nos oferece algumas respostas, obviamente gera novos questionamentos.

Apesar deste capítulo ser um ótimo exemplar para esta nova fase da série, fiquei um pouco decepcionado com a sequencia que envolve a Sra. Hawking e sua explicação sobre como os “Oceanic 6” poderiam voltar à ilha. A teoria das “janelas” se encaixa razoavelmente bem à mitologia da ilha e suas viagens temporais, porém a necessidade de se criar um tipo de “coincidência” com  a viagem original do grupo, informando que essa seria a única forma de faze-los voltar me soou um pouco… hmmm… idiota… sério, até peço desculpas se ofendo alguém com essa observação, mas ficou tão… tão… forçado… que sinceramente me deixou um pouco chateado, principalmente se considerarmos as explicações dadas a outros fenômenos referentes à ilha.

Mesmo com esse pequeno deslize, o episódio funciona muito bem e gera um crescente clima de tensão a medida que o desfecho da viagem se aproxima, encerrando a sequência final com mais uma cena intrigante: Jin, com um uniforme da Iniciativa Dharma apontando um rifle aos ex-companheiros (com hífen?)…

Questões que devem ser respondidas em episódios futuros:

– o que houve com Aaron?
– como Hurley  ficou sabendo do vôo?
– o que houve com Sayid e qual a razão dele estar como preso naquele vôo?
– por que Jin está com o uniforme da Dharma?
– o momento do clarão no avião seria o mesmo em que Locke aciona a engrenagem?
– e a chegada dos  “Oceanic 6” à ilha foi na mesma época em que Faraday aparece na escavação da estação Cisne, também com uniforme Dharma?

Mais alguém sacou o que provavelmente aconteceu com Ben antes de sua ida ao aeroporto? Qual teria sido o “assunto pendente” que ele foi finalizar? 😉

Existem muitas outras questões a serem esclarecidas ao longo dos próximos 10 episódios (só?) desta temporada… e é exatamente por isso que Lost continua tão fascinante.

Vejam abaixo o trailer do próximo episódio (legendado em português):

“LOST: s05e07 – The Life and Death of Jeremy Bentham”

LOST – s05e04

pois é… episódio muito bom, com alguns novos esclarecimentos, porém levantando ainda mais questões, o que já é natural na série… 

uma das coisas que estou achando interessante é que realmente parece que, com a redução do número de episódios por temporada, a história parece render mais… sempre procurando jogar algumas respostas e novas perguntas a cada episódio… até a 3ª temporada, haviam mais episódios “perdidos” ao longo do período… 🙂

evitarei comentar spoilers dos episódios, por enquanto… estamos em testes e o sr. layg00, ainda não viu todas as temporadas… ¬_¬’

 

……………

 

bem, acho que agora definimos o layout do blog e vamos começar a acertar outros detalhes (links, categorias, padrões, etc.)… em breve estaremos prontos pra “oficializar” a bagaça… \o/

palmas-curinga

Hoje tem LOST….

\o/

 Quarta-feira… dia de Lost… hoje sai o 4º episódio da 5ª temporada… u-huuuuu…

Se mantiverem a qualidade do anterior, com certeza teremos um ótimo episódio… pena que acho que só consiguirei assisti-lo amanhã… ôôô ansiedade… o_O’

Incrível como chega a ser nostálgico olhar pra imagem abaixo:

 

1ª Temporada

Lost: 1ª Temporada