Ladrão de Sonhos (1995)

A Cidade das Crianças Perdidas

A criatividade de Jean-Pierre Jeunet parece não ter limites ao criar mundos fantásticos em sua surrealidade e estranheza, ainda mais no período em que tinha Marc Caro como parceiro. Com uma ambientação semelhante à de “Delicatessen” (outro longa produzido pela dupla), Ladrão de Sonhos (La cité des enfants perdus) parece algo como uma visão moderna do ambiente criado no filme “Brazil”, de Terry Gillian, porém enquanto este último funcionava também como uma crítica à burocracia excessiva em nossa sociedade e o controle e utilização de informações de forma dominadora por um sistema ditatorial, o filme de Jeunet serve mais como exercício visual, uma viagem por um mundo de sonhos e pesadelos, esteticamente impressionante com suas fortes tonalidades de cores e contrastes.

Em uma torre no meio do oceano e cercada por um labirinto de minas aquáticas residem um cientísta que não consegue sonhar, uma anã, um cérebro “vivo” dentro de úma espécie de aquário e seis clones do “criador” de todos eles, que abandonou o lugar após perceber que todas suas criações resultavam desastrosas. Na esperança de curar seu mal, o cientista tenta roubar os sonhos de crianças que são raptadas e lavadas à torre, daí vem a desastrosa escolha para o infeliz título nacional do filme.

A história acompanha One, uma espécie de “gigante-não-muito-inteligente” interpretado por Ron Perlman, na busca por seu pequeno irmão adotivo que, assim como outras crianças da cidade, desapareceu nas mãos de estranhos seres conhecidos como “cyclops”. Para tal, One conta com a ajuda da jovem garotinha de rua Miette (Migalha), vivida pela absolutamente cativante Judith Vittet, que acaba desenvolvendo um amor pelo “gigante” que rivaliza com a pequena Matilda de “O Profissional”.

Apesar de diversos outros personagens excêntricos que povoam a cidade, os clones do “criador” interpretados pelo colaborar habitual de Jeunet, Domique Pinon, merecem destaque. Pinon possui uma capacidade incrível de utilizar suas caretas e expressões exageradas de maneira extremamente hilária, colocando as passagens com esses personagens entre algumas das melhores do longa.

Ainda que a estética de Ladrão de Sonhos se torne excessivamente plástica em determinados momentos, o filme é belíssimo e mesmo em suas situações mais grotescas podemos admirar a beleza do visual criado pelos dois imaginativos magos franceses.

Mais um filme altamente recomendado para aqueles que se cansaram um pouco dos enlatados despejados atualmente nas prateleiras das lojas e locadoras.

Avaliação: 4/5

Anúncios

8 Respostas

  1. Hum… vai entrar pra minha lista!!!
    O único filme que vi do Jeunet acho que foi Amélie Poulain… que é incrível!

  2. Pois é, Marcos, Amélie pode ser conseiderada a obra-prima de Jeunet, mas ela já veio logo após a fase criativa da dupla Jeunet-Caro, que impulsionou a carreira do diretor mundialmente, permitindo que fizesse o blockbuster Alien – A Ressureição, quarto filme da franquia… apesar de muito fraco, esse filme lhe garantiu liberdade para continuar com seus projetos pessoais, como Amélie e Eterno Amor.
    😉

  3. eu tenho… huuuuuum… 3 ediçoes deste filme.
    lero lero.

  4. Valeu Jaime, obrigado pelo convite !
    Não sou do tipo que assiste a muitos filmes, aliás embora até goste, eu assisto poucos filmes. E quanto ao texto acima, ficou realmente muito bom !
    Não diria isso só prá agradar, ainda que não seja minha praia, a qualidade é indiscutível.
    Fico feliz por ser um dos primeiros a visitá-los.
    Um abraço e sucesso nesta nova empreitada !

  5. eu não sou do tipo que sabe analisar filmes ou que tem um gosto apurado para eles,aliás,eu sou até meio fácil de agradar,dificilmente acho um filme ruim.por que eu disse isso ??porque eu não vou falar nada sobre o filme,oras XD

    mas o review ficou muito bom, YX.um dia que eu passar por uma locadora vou ver se acho esse,confio no seu julgamento.

  6. Nunca vi nenhum filme do Jeunet, mas esse me parece interessante. Eu gosto muito quando usam efeitos estéticos particulares em filmes, quando bem usado. Pq às vezes exageram tanto na estética que deixam o filme quase desinteressante. Falando nisso… eu não lembro qual foi o último “filme-sonho” que eu vi.

    Mas hein, cara. O Oscar tá chegando, seria legal se vcs falassem um pouco sobre alguns dos filmes. Tem um israelense indicado para Melhor Estrangeiro que parece muito interessante.

    Bom, boa sorte pro novo blog.
    Abraço, té mais!

    • @Eduardo: Valeu pelo elogio, cara… uma das idéias deste blog é essa mesmo, dar dicas de coisas boas pra assistir/ouvir/fazer ou dizer as coisas das quais não gostamos e gerar discussão em cima disso… se tiver a oportunidade de assistir a esse filme, pode assistir que não vai se arrepender… hahahah

      @Pakkii: grande Pakkiito…. \o/
      Pois é até gostaria de postar alguma coisa mais específica do Oscar, mas este ano acho que nem vai rolar, pois estou por fora de muitos dos concorrentes…
      Sabe aquele esquema de “promessa de começo de ano”? Pois a minha foi de me dedicar um pouco mais aos filmes, que sempre foram uma paixão e acabei ficando um pouco relapso… fui menos ao cinema do que poderia ter ido… e deixei de ver muita coisa boa, tenho certeza…
      Mas se eu puder fazer algum comentário pertinente sobre a premiação, pode deixar que eu faço… hahahaha
      Valeu mesmo pela visita… agora aproveita e dá uma passado no GC que o pessoal tá com saudades, seu imundo… XD

  7. Um filme bem alternativo, hein? XD Deve ser um desses filmes que valem mais pela ousadia e criatividade do que pelo enredo… a música é meio hipnótica. Quando estiver a fim de ver algo diferente, vou procurá-lo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: